Política

Alysson Lima propõe incorporar taxa de lixo a IPTU da Capital

Publicado

em


Ao usar a tribuna para discutir o projeto de nº 3141/15, que institui a Bolsa Atleta, o deputado Alysson Lima (Solidariedade) declarou voto favorável à matéria, mas em seguida abordou a possível implantação da chamada “Taxa de Coleta do Lixo”, em Goiânia. O pronunciamento foi durante a Ordem do Dia da sessão ordinária híbrida dessa quarta-feira, 4.

O parlamentar argumentou que, em algumas cidades, a exemplo de Curitiba, que instituiu a taxa, a mesma foi incorporada, e não acrescentada, ao valor que já era pago de IPTU, em acordo com a sociedade. Ele acredita que, em Goiânia, é possível incorporar a taxa no imposto predial e dar o desconto nesse mesmo valor e, a partir do próximo ano, cobrar a taxa anexa ao IPTU.

Alysson Lima entende que esse não é o momento de sobrecarregar a população com mais uma taxa, principalmente na Capital, que segundo Lima, tem um dos IPTUs mais caros do Brasil. De acordo com ele, na capital goiana, o IPTU teve aumento de 300% nos últimos dez anos, em função de vários artifícios, como a adequação da Planta de Valores e o IPTU regional.

READ  Reitor Antônio Cruvinel diz que UEG tem autonomia educacional

O deputado lembrou que o orçamento da Prefeitura de Goiânia é de R$ 6 bilhões e que, quando Iris Rezende (MDB) deixou a administração, disse que as contas estavam em dia, portanto, se há desequilíbrio fiscal, a culpa não é do cidadão. “Em nome do cidadão goianiense, eu não vou permitir calado que esse tipo de situação aconteça em Goiânia, sem me manifestar. Estou aberto ao diálogo com qualquer deputado que fale em nome do Paço Municipal. Mas vamos recuar nesse sentido”, resumiu Alysson Lima.

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA