Cidades

Caiado diz que enquanto for governador, irá preservar a história e a cultura de Goiás

Publicado

em

O governador Ronaldo Caiado participou, na tarde deste sábado (25/6), do primeiro dia das Cavalhadas de São Francisco de Goiás. O evento tem o apoio do Governo de Goiás que, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), destinou R$ 200 mil para a aquisição de indumentária para os cavaleiros, acessórios dos festejos, entre outros custeios.

“Enquanto eu estiver no governo, podem confiar que vou preservar a história e, cada vez mais, a cultura do nosso estado. Vimos aqui os animais e cavaleiros com toda a indumentária, a melhor do mundo, para a festa, todos muito bem vestidos, uniformizados. Vamos preservar nossa cultura para ter essas milhares de pessoas aqui acompanhando a festa” disse o governador.

A festa seguiu até este domingo, 26, no estádio municipal da cidade. Mais de 10 mil pessoas foram esperadas para esses festejos que começaram no município em 1850. Naquele ano, a festa foi realizada pelo padre Silvestre Alvares da Silva, da Paróquia de Jaraguá, que pertencia ao arraial de São Francisco das Chagas.

“Caiado tem feito muito por São Francisco de Goiás, tem ajudado com a cultura do nosso município e em muitas outras áreas. Obrigado, governador, como homem honesto que o senhor é, resgatou Goiás de volta para os goianos”, disse o prefeito Cleuton Timbó.

READ  Goiás tem 22.945 mortos e 837.851 infectados

Por meio da Secretaria de Estado de Cultura, o governo estadual repassou R$ 3,1 milhões, entre 2021 e 2022, para auxiliar os municípios no custeio das festividades. O Circuito das Cavalhadas visa fortalecer as tradições goianas, divulgar as manifestações culturais do interior e promover o turismo e a economia dos municípios participantes.

Ao todo, 12 municípios integram o Circuito das Cavalhadas: Santa Cruz de Goiás, Posse, Jaraguá, Pirenópolis realizaram as festas na primeira metade de junho. Palmeiras de Goiás e Hidrolina promoveram suas manifestações culturais no último final de semana. Já neste final de semana, além de São Francisco de Goiás, Crixás também celebra suas Cavalhadas.

Em Santa Terezinha de Goiás, a festa será no mês de julho. Em Pilar de Goiás e Corumbá de Goiás, a batalha entre mouros e cristãos será encenada em setembro. A cidade de Goiás fecha o circuito no mês de outubro.

Tradição

As Cavalhadas de São Francisco começam com as embaixadas do Rei Cristão propondo uma saída diplomática para o conflito ao Rei Mouro. Dessa forma, ele oferece dinheiro e a mão de sua filha em casamento ao rei mouro, pois os cristãos não queriam a guerra. No entanto, os mouros não aceitam a proposta de paz e desafiam o Rei Cristão.

READ  Gracinha Caiado participa de Casamento Comunitário promovido pelo TJ-GO

Assim, as Cavalhadas englobam a encenação dessa batalha e as carreiras, onde cada cavaleiro sai pela cidade em direção ao campo carregando uma lança, uma espada ou uma garrucha, simbolizando as sangrentas lutas. Após muitas carreiras de combate, os cristãos prendem os mouros, que recebem o batismo cristão. Durante a festa, são disparados mais de mil tiros de festim.

 As Cavalhadas são celebrações inspiradas nas heranças culturais de Portugal e da Espanha na Idade Média. Elas começaram a ser representadas no Brasil no século XVI. Em Goiás, o primeiro registro é de 1751, na cidade de Santa Luzia (hoje Luziânia). A festa une religiosidade, cultura, turismo, economia e valorização do patrimônio imaterial do Estado, mobilizando moradores locais e visitantes.

Assistiram à apresentação ao lado do governador o deputado federal Glaustin da Fokus; o deputado estadual Bruno Peixoto; os prefeitos de Jaraguá, Paulo Vitor; e de São Luiz do Norte, Elieudes Moraes; além de outras autoridades do município e da região.

Fonte: Secretaria de Comunicação (Secom)

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA