Cidades

Caiado empossa Joel de Sant’Anna Braga Filho na SIC

Publicado

em


O governador Ronaldo Caiado empossou, nesta terça-feira (26/10), o novo secretário de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Joel de Sant’Anna Braga Filho. Nome técnico, com experiência no Executivo estadual, ele assume o cargo deixado pelo empresário José Vitti.

Em discurso, Caiado pediu diálogo do novo titular com o setor produtivo. “Não canse de conversar com os presidentes das entidades representativas dos empresários e dos trabalhadores”, indicou.

Segundo o governador, Goiás é um Estado que tem tudo hoje, “mas precisamos, junto com os empresários, ampliar a capacidade de transformação da mão de obra dos nossos trabalhadores. Dar oportunidade às pessoas”, desafiou.

“Trabalho o tempo todo, sábado e domingo, todos os dias, porque os desafios são enormes e para você, Joel, serão maiores ainda. O tempo é menor, e cada vez mais será redobrada a demanda sobre seus ombros e de todos os servidores. E temos condições de superar as dificuldades”, sublinhou o governador.

Durante a solenidade de posse, no Auditório Mauro Borges do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, o novo secretário se comprometeu em retribuir com trabalho e resultados a oportunidade de chefiar a pasta. “Goiás precisa de mais emprego, qualificação e oportunidades. Então, essa é a missão que assumo diante de todos vocês, e que o governador me confia”, assegurou.

O novo secretário também fez um aceno à primeira-dama Gracinha Caiado, com quem planeja trabalhar lado a lado, especialmente no desenvolvimento de ações que façam a diferença para a população mais vulnerável do Estado. “Vamos, de mãos dadas, trabalhar pela geração de emprego e renda, diminuir a fome e a desigualdade social. Colocar comida na mesa é a maior dignidade que o trabalho dá a uma pessoa”, pontuou.

Experiência

Braga já foi secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, na gestão do ex-governador Alcides Rodrigues. Também esteve à frente das secretarias de Desenvolvimento e de Fiscalização Urbana de Goiânia, na gestão do prefeito Iris Rezende, nos anos de 2005 e 2006. Na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), ocupou o cargo de diretor administrativo. Ele assume o lugar de José Vitti, que deixa a pasta para se preparar para as eleições de 2022.

Vitti agradeceu ao governador a oportunidade de comandar a SIC no decorrer do ano. “Foram 180 empresas migradas para o ProGoiás, R$ 310 milhões em investimentos de protocolos de intenção já em prática, desenvolvimento regional reestruturado e um ambiente de negócios muito mais calmo e tranquilo dentro do Estado”, resumiu em seu balanço. Ele desejou sorte ao sucessor e disse ter certeza de que a pasta, sob gestão de Braga, continuará a priorizar os seus objetivos principais, que são “defender os interesses do setor produtivo e o desenvolvimento das empresas do Estado”.

O ex-deputado federal Daniel Vilela cumprimentou Vitti por cumprir mais uma missão em sua carreira e encorajou o novo auxiliar, Braga. “Tenho certeza que você fará um grande trabalho e dará sequência aos projetos da secretaria e indo além, inovando e dando um passo à frente”, pontuou.

Já o presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), Marcelo Baiocchi, ressaltou a importância da pasta para o empresariado goiano. “Essa secretaria nos ajuda nos nossos negócios. E tenho certeza absoluta que fará uma grande gestão, porque tem competência pra isso”, disse ao novo titular.

READ  Caiado inicia entrega de 120 laboratórios para Cepis em Goiás

O deputado estadual Rafael Gouveia destacou que o perfil técnico adotado por Caiado para escalar o comando da SIC, desde o início, tem gerado bons frutos. “Nosso Estado nunca cresceu tanto como nesses últimos anos”, pontuou. Já o presidente da Associação Goiana de Municípios (AGM) e prefeito de Goianira, Carlão da Fox, expressou a confiança que os gestores municipais têm na atual gestão. “Ajude a industrializar Goiás, vamos tentar pulverizar mais o nosso Estado”, afirmou ao novo secretário. O prefeito de Anápolis, Roberto Naves, salientou que a gestão Caiado “é um sucesso”, e que a SIC é reflexo disso.

“Queremos que, no pós-pandemia, haja oportunidades para que possamos atrair novas indústrias e gerar mais emprego e renda”, almejou o deputado federal Adriano do Baldy, ao pedir união em prol do desenvolvimento regional. Na mesma linha, o ex-ministro das Cidades, Alexandre Baldy, afirmou que o momento é de esperança para o setor produtivo. “Que a gente consiga ter políticas públicas assertivas [para a retomada], e que as indústrias invistam e acreditem no governo do nosso Estado, que é trabalhador, honrado e dedicado.”

Desenvolvimento econômico

Desde que assumiu o Governo de Goiás, em 2019, Caiado tem priorizado o equilíbrio financeiro e os investimentos na geração de emprego e renda, iniciativa que gera resultados superavitários. Em 2019, o saldo da balança comercial goiana foi de US$ 3,4 bilhões. Em 2020, pela primeira vez na história, conseguiu superar a casa dos US$ 8 bilhões. Já em 2021, no período de janeiro a agosto, Goiás exportou US$ 6,5 bilhões, com superávit de US$ 3,3 bilhões.

O Produto Interno Bruto (PIB) goiano cresceu 4,4% no segundo trimestre de 2021, em comparação com o mesmo período do ano anterior. A informação é do Boletim da Economia Goiana, produzido pelo Instituto Mauro Borges (IMB). O estudo aponta sinais de recuperação do processo produtivo no Estado, alavancado pelo melhor desempenho de setores como pecuária, indústria, serviços e comércio, em relação aos meses de abril, maio e junho de 2020, início da pandemia de Covid-19.

Além disso, a abertura de empresas no Estado, em 2021, é maior que nas últimas seis décadas, segundo dados da Secretaria de Indústria e Comércio (SIC) e da Junta Comercial de Goiás (Juceg). De janeiro a setembro, foram abertos 25.924 novos negócios. Fator que, de acordo com Caiado, está associado à segurança que o empresário tem nas ações do governo estadual.

Outro índice importante é a quantidade de novos postos de trabalho, que registra percentuais positivos nos últimos dois anos e dez meses. O Estado lidera a geração de empregos na Região Centro-Oeste. Só nos nove primeiros meses de 2021, foram 107.925 trabalhadores que tiveram a carteira assinada.

Os investimentos também alcançam o setor empresarial. Entre 2019 e 2021, Goiás já viabilizou R$ 8,2 bilhões do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO). Um dos setores beneficiados é a indústria. O Estado está em terceiro lugar na produção industrial do país, com crescimento de 1%, em 2020. Os setores de maior produtividade foram o automobilístico, de alimentos, medicamentos e mineração.

READ  Famílias de 15 bairros de Goiânia recebem escrituras de suas casas

Estiveram presentes à posse os secretários de estado Cristiane Schmidt (Economia); coronel Luiz Carlos de Alencar (Casa Militar), Tony Carlo (Comunicação) e os presidentes Rival Aguiar (GoiásFomento); Diego Soares (GoiásParcerias); os deputados estaduais Talles Barreto, Francisco de Oliveira, Tião Caroço e Cairo Salim; a vice-reitora da Universidade Federal de Goiás, Sandramara Matias Chaves; a pró-reitora da Pontifícia Universidade de Goiás (PUC Goiás), Milca Severino, representando a reitora Olga Ronchi; o promotor do Meio Ambiente Juliano de Barros e os presidentes Edwal Portilho (Chequinho), da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial), Rubens Fileti, da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Goiás (Acieg) e Sebastião Vieira, da Federação das Associações Comerciais, Industriais e Agropecuárias do Estado de Goiás (Facieg).

Também compareceram o presidente da Associação Goiana dos Municípios (AGM) e prefeito de Goianira, Carlão da Fox, Paulo Vitor (Jaraguá), representando a Federação Goiana dos Municípios (FGM); o vice-presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Luiz Sampaio; os ex-deputados Dária Paiva e Frederico Nascimento; o presidente de honra da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), Jairo Gomes; os presidentes da Associação Comercial e Industrial da região Leste de Aparecida (Acirlag), Maione Padeiro, do Grupo Novo Mundo, Carlos Luciano, do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto), Márcio Martins, e da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae Anápolis), Vander Lúcio.

Ainda estiveram presentes os vereadores por Goiânia, Sandes Júnior e Thialu Guiotti; o assessor especial da Companhia de Desenvolvimento de Goiás (Codego), João Bosco Rosa; os assessores especiais da Governadoria, Lyvio Luciano, Rogério Troncoso e Silvio Fernandes; os prefeitos Zé Diniz (Abadiânia), Claudiomar Portugal (Acreúna), Alysson Lima (Alexânia), Renato Sirotto Carvalho (Aporé), André Chaves (Buriti Alegre), Graciele Marta (Campo Limpo), Fábio Corrêa (Cidade Ocidental), Murilo César (Córrego De Ouro), Altamiro de Lima (Diorama), Zezinho Vieira (Goiatuba), Adna Martins (Guaraita), Lúcio Pires (Heitoraí), Naçoitan Leite (Iporá), Dione de Araújo (Itumbiara), Laerte Dourado (Jaupaci), Adriano Peixoto (Jesúpolis), Carlinhos do Mangão (Novo Gama), Gilber de Miranda (Rianápolis), Edmilson do Pontal (Santa Fé), Cássia Dourado (Santa Isabel), Kleber Freitas (Santo Antônio de Goiás), Azaide Borges (São Miguel Do Araguaia), Tárcio Dutra (Serranópolis), Geraldo Santana (Silvánia) e Ney Canela (Uruana) e os vice-prefeitos Mateus Ramos (Alexánia), Luiz Gonzaga Viana Filho (Lula) (Cidade Ocidental), Douglas Santos (Diorama), Zilda Lobo (Goiás), Maisa Cunha (Iporá), Edvaldo Batista (Jaupaci), Zezinho do Planalto (Planaltina), Elismar Jesus (Santo Antônio da Barra) e Estevão Colombo (Silvânia).

Fonte: Secretaria de Comunicação (Secom)

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA