• redacao@gazetadoestado.com.br

Política

Camiseta pode, broches e bandeiras também podem no 2º turno, mas em silêncio

As propagandas eleitorais realizadas no domingo (28) serão consideradas crime, exceto as realizadas de ‘maneira individual e silenciosa’.

Publicados

em


De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, é proibida a aglomeração de pessoas com instrumentos de propaganda que caracterize manifestação. ?O eleitor pode manifestar sua preferência, desde que de maneira individual e silenciosa e revelada apenas por meio de adesivos, dísticos, broches ou bandeiras?, destaca o TRE paulista.

Conforme a Coordenadoria de Comunicação Social do TRE/São Paulo, o uso de camisetas iguais de candidatos por um aglomerado de pessoas, caracterizando manifestação coletiva, é vedado pela legislação.

No dia da eleição, a divulgação de propaganda, a agrupação de eleitor ou a propaganda de boca de urna são crimes tendo pena de seis meses a um ano de detenção e uma multa de cinco mil a quinze mil UFIRs.

A norma eleitoral antepara também a distribuição de camisetas por equipes de campanhas ou por quaisquer pessoas.

Comentários do Facebook
READ  PMs investigados por torturar jovens com faca quente são soltos no Rio
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA