Geral

Em cinco dias percorrendo propriedades rurais, Rota da Pecuária encerra difusão de tecnologia para gado de corte na região sul do Estado

Publicado

em

O Governo do Tocantins encerrou na tarde desta sexta, 1° de julho, na fazenda Brilhant, município de Gurupi, região sul do Estado, a primeira edição da Rota da Pecuária, projeto que tem como objetivo apresentar as tecnologias das propriedades produtoras de gado de corte tocantinenses e mostrar, na prática, as diferentes tecnologias adotadas, os cenários e as novas perspectivas para o setor.

Realizado por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), em parceria com pecuaristas, instituições e empresas ligadas ao setor agropecuário, a Rota da Pecuária percorreu mais de 2.500 km, visitando sete propriedades entre pequenas, médias e grandes propriedades. Nas visitas, puderam conhecer suas condições das pastagens, produção de grãos e silagem para alimentação do gado, genética e produtividade animal, preocupação com sustentabilidade e uso da tecnologia.

Fazenda

A Fazenda Brilhant, localizada na BR-153, a 10 km de Gurupi, conta hoje com cerca de 1.700 animais. A produção é voltada para recria de machos, na seleção genética de bovinos da raça Nelore PO (Puro de Origem), com o programa de melhoramento genético e implantação da tecnologia em FIV (fertilização in Vitro). A fazenda, que é de propriedade da família Stival, é comandada por João Vitor Stival.

READ  Primeiro papa-lixo do Incra-8 é entregue à população

Pesquisas

Além disso, a Fazenda Brilhant também realiza pesquisas científicas, em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT), sobre pastagens e grãos. Os trabalhos desenvolvidos na propriedade visam ao melhoramento genético da raça Nelore e também a uma melhor fertilização do solo.

Segundo o titular da Seagro, Jaime Café, durante a expedição, nossa equipe conseguiu mostrar a pecuária real, seus desafios e exemplos de sucesso, alcançando ótimo retorno do público e dos pecuaristas nesta primeira edição. “Percebemos que é uma verdadeira fábrica a céu aberto, onde se atrelam tecnologia, genética e produção. É de onde sai grande parte da exportação da carne tocantinense, sendo um exemplo para o Tocantins e o Brasil, agregando lucro, produção e tecnologia”, enfatizou.

De acordo com o diretor de Agricultura, Agronegócio e Pecuária da Seagro, José Américo, durante a semana, foram percorridos 2.500 km visitaram 7 propriedades rurais. “Pudemos ver as diversas  tecnologias do gado cria e recria e engorda, o que gera riqueza, onde sai toda carne para exportação do Estado. Conseguimos muitas informações e números importantes para que possamos estabelecer políticas públicas e auxiliar o produtor, ainda mais”, enfatizou.

O proprietário da Fazenda Brilhant, João Victor Stival, afirmou que a criação do gado na fazenda é no sistema rotacionado (intensiva e adubada) para recria de machos. “Enquanto a média estadual é de 0,7 animais por hectare, nós conseguimos criar 7 animais por hectare, portanto mais animais, produzindo mais arroba e, consequentemente tornar a fazenda mais produtiva e sustentável “, destacou.

READ  Edição 3154

Participantes

No encerramento, participaram também secretários de agricultura de municípios vizinhos, agropecuaristas da região, estudantes, entre outros.

Propriedades rurais que foram visitadas pela Rota da Pecuária: a Fazenda Nova em Pedro Afonso – URT do projeto ABC Corte – Recria e Terminação de fêmeas em pasto rotacionado irrigado; Fazenda Araguaiana, em Araguatins – URT projeto ABC Corte – Recria e Terminação de machos – ILP; Fazenda Aviação, em Araguanã – Recria e Engorda de Macho – semiconfinamento; Fazenda São Geraldo – Agrogem – Ciclo completo; Boa Fortuna – ciclo completo; Fazenda Cedro – Biotecnologia reprodutiva; e Fazenda Brilhant – Recria Macho.

O gado da fazenda é no sistema recria de machos – Lincol Filho/Governo do Tocantins

Fonte: Governo TO

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA