• redacao@gazetadoestado.com.br

Política

Embrapa homenageia Lúcia Vânia

Publicados

em


A senadora Lúcia Vânia (PSDB) foi homenageada pela Embrapa por sua contribuição às pesquisas da instituição. A parlamentar destinou emenda no valor de R$600 mil por acreditar que os estudos desenvolvidos pela Embrapa são fundamentais para o Estado de Goiás. O presidente nacional da instituição, Pedro Antônio Arraes, fez questão de homenagear a senadora pessoalmente, no campo experimental do projeto Embrapa Arroz e Feijão, em Porangatu.
 
Ao
chegar a Porangatu, a parlamentar foi recepcionada por Arraes, pelo secretário estadual de Agricultura e Pecuária, Leonardo Veloso (PP), pelo deputado Júlio da Retífica (PSDB), pela supervisora Maria de Fátima Malheiros e demais representantes da Embrapa, da Emater e populares.
 
Em seu discurso, Pedro Arraes explicou o motivo da homenagem à Lúcia Vânia. ?Perguntei para a senadora como nós poderíamos aplicar a emenda que ela nos destinou e ela disse que confiava na Embrapa e que nós sabíamos melhor do que ninguém onde aplicar os recursos que ela viabilizou. É bom saber que temos essa credibilidade e agradeço a sensibilidade da senadora, porque sei que pesquisa não dá voto e, mesmo assim, ela nos apoiou e investiu em nós?.
 
O titular da Seagro também agradeceu à senadora por sua sensibilidade e pelo carinho que ela tem pelo estado. ?A senhora é uma referência no Senado. Sua presença no Congresso enaltece Goiás. Temos que reconhecer a magnitude de ter a senadora e o presidente da Embrapa aqui conosco hoje?, declarou Veloso.
 
A supervisora Maria de Fátima destacou, também, que o centro de pesquisas de Porangatu é um dos melhores do Estado graças às parcerias e à emenda da senadora. ?No Norte, há uma oscilação da produção, que desestimula o produtor graças ao veranico, e essas nossas pesquisas vêm para mudar isso?, lembrou.
 
Em seu discurso, Lúcia Vânia agradeceu a homenagem e se comprometeu a investir mais R$1 milhão na Embrapa para o desenvolvimento das pesquisas que são, segundo ela, fundamentais para Goiás. ?Até pouco tempo, o Cerrado era tido como uma área inviável para a agricultura. No entanto, através da pesquisa, nós chegamos a ser hoje um celeiro deste país. E é muito bom que a gente saiba valorizar quem propiciou isso?, ressaltou.
 
De acordo com a senadora, os produtores rurais também têm sua parcela de cooperação no desenvolvimento da agricultura, mas é preciso reconhecer que experimentos como o projeto Embrapa Arroz e Feijão gera um resultado não só econômico, como ambiental e social.
 
Além de contribuir com a emenda no valor de R$600 mil, dos quais R$200 mil foram investidos em Porangatu, a parlamentar descontingenciou o orçamento, ou seja, tirou o bloqueio que o governo faz aos orçamentos até o mês de outubro, o que dificultava a implantação dos projetos. Então, hoje, a Embrapa está fora do contingenciamento, tem o seu orçamento normal ? começa em março a liberação do recurso e vai até o final do ano.
 
Segundo Lúcia Vânia, no entanto, Porangatu e a região Norte do Estado têm um novo desafio: corresponder às demandas geradas pela Norte-Sul que deve mudar o perfil da região. ?Com a ferrovia, qualquer investimento nessa área será muito proveitoso para que a gente possa ver a região Norte explodir em desenvolvimento, gerando emprego e renda para a nossa gente e fazendo com que o estado de Goiás seja realmente aquele estado que nós sonhamos, onde tenha justiça social e desenvolvimento igualitário, tanto na região Sul quanto na região Norte?, concluiu a parlamentar.

 

Comentários do Facebook
READ  Economia brasileira ainda não sentiu efeitos da Copa 2018
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA