• redacao@gazetadoestado.com.br

Cidades

Jovem morre após ser esmagada por portão eletrônico no Park Way

Uma equipe do Samu tentou reanimar a vítima durante quase uma hora, entretanto, Marcella não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo no local.

Publicado

em


Marcella Azambuja, de 25 anos, morreu esmagada pelo portão eletrônico da própria residência, no Park Way, na madrugada deste domingo (28/10).

De acordo com informações de familiares, a vítima chegou em casa por volta das 1h45, quando ocorreu a tragédia. Uma amiga da família disse que ela provavelmente tenha tropeçado. ?A Marcella tinha o costume de estacionar o carro, acionar o fechamento do porto e ir correndo pra dentro de casa, e infelizmente, deve ter tropeçado com o portão fechando. Era uma menina doce e uma filha exemplar?, contou.

O portão da garagem abre para cima, e com medo de assalto, a jovem tinha o costume de acionar o equipamento para fechá-lo e entrar correndo. A Polícia Civil investiga as circunstâncias do caso. De acordo com a corporação, uma equipe foi chamada para ir até a Quadra 15, por volta das 5h. No local, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou a morte da jovem. ?O portão estava caído sobre ela?, diz a ocorrência.

Marcella era recém-formada em Direito pelo UniCeub. Ela começaria um estágio nessa segunda-feira (29/10). Ela é neta de Therezinha May, pioneira do Distrito Federal. A família decidiu doar os órgãos da jovem.

READ  Após acidente com Chapecoense, final da Copa do Brasil é remarcada para dia 7

O corpo foi velado no Cemitério Campo da Esperança da Asa Sul, tendo início a partir das 8h desta segunda-feira (29), e o enterro ocorreu as 11h.

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA