Cidades

Prefeitura de Goiânia fortalece Atenção Primária, agenda mais de 2 mil consultas pelo WhatsApp, e intensifica ações de combate ao Aedes aegypti

Publicado

em

Nos últimos seis meses, a saúde municipal da Prefeitura de Goiânia teve, como principal marco, o fortalecimento da chamada Atenção Primária, com criação de sistema para marcação de consultas, e aprimoramento da política pública de prevenção e tratamento do câncer de mama. A gestão também intensificou as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, e enfrentamento à pandemia de Covid-19.

No dia 18 de abril, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) lançou, de forma experimental, o serviço de marcação de consultas pelo WhatsApp, ferramenta liberada para o público em maio. Por ela, a população agenda consultas com ginecologista e obstetra, clínico geral e pediatria nas unidades da rede municipal de saúde.

Pouco mais de uma semana após a abertura do atendimento ao público, foram registrados 2.287 agendamentos pelo número (62) 3524-6305, que funciona via aplicativo de mensagens. O prefeito Rogério Cruz destaca que o objetivo do serviço é “facilitar, cada vez mais, a vida dos usuários do SUS em nossa cidade”.

O secretário municipal de Saúde, Durval Pedroso, explica que o serviço vem para complementar o atendimento pelo Teleconsulta, disponível gratuitamente pelo telefone 0800-646-1560. “Claro que, como qualquer sistema, o agendamento pelo WhatsApp passa por constantes ajustes, sempre no intuito de aprimorar o serviço de agendamento das consultas”, pontua.

Combate à Dengue
Rogério Cruz salienta que o novo sistema para marcação de consultas é uma das relevantes melhorias promovidas na área da saúde no último semestre. Um dos pontos destacados pelo prefeito se refere à alta incidência da dengue, mediante alta nos casos confirmados, e consequente superlotação das unidades de saúde. “Por isso, desde o dia 25 de abril, empreendemos uma verdadeira força-tarefa contra o Aedes aegypti”, ressalta.

READ  Prefeitura de Goiânia mobiliza 290 colaboradores para execução de serviços de infraestrutura, nesta quinta-feira (17/02)

Entre as ações desenvolvidas, está a visita a mais de 2.200 imóveis pelos Agentes de Combate a Endemias (ACE), o que resultou na autuação de 623 proprietários por reincidência, com multas que variam de R$ 2,6 mil a R$ 26 mil.

As visitas se estenderam aos imóveis fechados ou abandonados e, com o amparo da Justiça e ajuda de chaveiro, 74 foram abertos nos últimos meses. Focos do hospedeiro foram identificados em 55 locais. Nesta terça-feira (12/05), a prefeitura lançou o “Dia D Contra o Aedes”, ação em parceria com o governo estadual que traz, como novidade, drone operado pelo Corpo de Bombeiros para o monitoramento de áreas de difícil acesso.

Quanto a possíveis criadouros, Durval Pedroso lembra que a população pode denunciar pelo aplicativo ‘Goiânia contra o Aedes’, ou pelos telefones (62) 3524-3130 e (62) 3524-1637.

A Atenção Primária recebeu otimizações relevantes nestes seis meses, em especial, no acolhimento, prevenção e tratamento do câncer de mama. Um dos resultados da criação do programa Outubro Rosa, política pública para melhorar o acesso aos serviços de saúde e, consequentemente, viabilizar o diagnóstico precoce, foi a qualificação de mais de 700 Agentes Comunitários de Saúde (ACS). O objetivo é, durante as visitas às residências, identificar possíveis casos.

READ  Procon Goiânia divulga lista de preços e dicas para a Black Friday

Enfrentamento à Covid-19
Dentre as ações de enfrentamento ao novo Coronavírus, 2.914,279 doses de vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas, além dos mais de 250 mil testes de antígeno realizados na população em geral. Atualmente, são 71 unidades de saúde disponibilizadas como postos de vacinação, além do Clube da Caixa Econômica Federal, no setor Bueno.

Uma das estratégias criadas para ampliar a cobertura vacinal pelo acesso da população foi a VacinAção, na qual vans estacionam em locais de grande fluxo para aplicação do imunizante. Lançado em dezembro, o projeto foi responsável por mais de 90 mil doses aplicadas, o que alcançou também as instituições municipais de ensino.

Goiânia foi, ainda, destaque na campanha de vacinação contra a Influenza, imunizante que é aplicado nos mesmos 71 postos de vacinação.

Rogério Cruz destaca que as ações resultam no investimento de 20% na Saúde, acima do previsto na Lei Complementar 141/2012, que demanda 15% dos recursos municipais destinados à área. “Sempre afirmamos que a Saúde seria uma de nossas prioridades e nosso compromisso é proporcionar, continuamente, serviço público de qualidade ao goianiense”, diz.

Secretaria Municipal de Saúde (SMS) – Prefeitura de Goiânia

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA