Política

Terminal da ferrovia Norte-Sul

Publicado

em


Representando a Assembleia Legislativa de Goiás, o presidente Lissauer Vieira (PSB), juntamente com os deputados Delegado Eduardo Prado (DC) e Chico KGL (KGL), participaram, na tarde dessa terça-feira, 27, da inauguração do Terminal Intermodal da Ferrovia Norte-Sul, construído pela Rumo Logística, em Rio Verde. Ao lado do governador Ronaldo Caiado (DEM), do ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, do prefeito Paulo do Vale (DEM) e demais autoridades, o chefe do Poder Legislativo destacou a importância da plataforma para o fortalecimento econômico do estado, bem como para a ampliação da competitividade e a geração de emprego e renda. Segundo ele, um “marco histórico” para o município e, especialmente, para o agronegócio goiano. 

“Hoje é um dia histórico para a nossa querida Rio Verde, que ganha esse importante e moderno complexo intermodal. Com toda certeza, uma obra que vai marcar o desenvolvimento econômico de Goiás e contribuir muito para a geração de emprego e renda para toda a nossa população. Todos esses investimentos são frutos das parcerias firmadas pela prefeitura municipal junto ao Governo do Estado e, também, ao Governo Federal, que muito tem feito pelo nosso País, especialmente, na área da infraestrutura. Quando se tem projetos bons e respeito com o dinheiro público, a iniciativa privada acredita, investe, fazendo o Brasil girar e crescer”, ressaltou Lissauer. 

Por sua vez, o governador Ronaldo Caiado salientou que, ao contrário do que era nas gestões anteriores, hoje a ferrovia Norte-Sul é uma realidade e motivo de orgulho para todo o estado. De acordo com ele, o complexo possibilitará que Goiás amplie as suas oportunidades de negócios em diversos setores da economia. “Antigamente, a ferrovia Norte-Sul era motivo de escândalo e corrupção. Hoje, é uma realidade. Essa ferrovia é a coluna vertebral do País e dá ao Centro-Oeste a perspectiva de competir com os estados litorâneos”, pontuou. 

Já o prefeito Paulo do Vale ressaltou que a inauguração do Terminal Intermodal contribuirá para o aprimoramento da logística de tudo o que é produzido na região, além de reduzir custos da cadeia de produção. “Rio Verde dá mais um salto para o progresso e desenvolvimento de Goiás e do Brasil. Tudo o que é produzido, aqui, a partir de hoje, chegará mais rápido ao seu destino final, tornando o custo mais barato ao produtor e, por fim, ao consumidor. Essa plataforma não é mais um sonho, é uma realidade que estamos vendo, aqui, hoje”, frisou. 

READ  Bruno Peixoto pretende instituir Semana Estadual de Educação e de Enfrentamento da Endometriose

O ministro Tarcísio Freitas também destacou os benefícios e vantagens que o complexo viabilizará para o setor produtivo, sobretudo, no agronegócio. “É competitividade. O produtor terá mais ofertas de transporte e vai operar de forma mais barata. Essa diferença de valor vai se transformar em investimento na produção. E aí é que o Brasil que vai crescer. Goiás vai dar um salto em termos de infraestrutura, que será de altíssimo nível, compatível com a grandeza do seu agronegócio e agroindústria”, projetou o ministro. 

Também participaram da cerimônia de inauguração o vice-prefeito de Rio Verde, Dannillo Pereira; os deputados federais José Mário Schreiner e Major Vitor Hugo; o senador Luiz do Carmo; o diretor-presidente da Rumo S.A., João Alberto Abreu; além de outras autoridades. 

Terminal Intermodal da Ferrovia Norte-Sul

Com capacidade de transporte de 11 milhões de toneladas por ano e com movimentação de cerca de 1.200 caminhões por dia, o Terminal Intermodal da Rumo Logística, que teve suas obras iniciadas em janeiro desse ano e foi entregue antes do prazo estabelecido em contrato, será um grande hub logístico do estado, com atendimento a diferentes cadeias produtivas. Ao todo, o novo terminal deve gerar aproximadamente 1.800 empregos diretos quando estiver em plena capacidade de operação. 

O investimento na edificação da estrutura foi de R$ 400 milhões, considerando a instalação completa da infraestrutura e do terminal de grãos, sendo que R$ 185 milhões foram recursos de empréstimo do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO). A plataforma é a maior nos quase 1,5 mil quilômetros do trecho entre Porto Nacional (TO) e Estrela D’Oeste (SP) e, segundo a Rumo, somente para a sua construção, foram gerados 1,6 mil empregos.

READ  Parque Ecológico do Lago Norte fechado nesta 5ª

Rumo Logística

Responsável pelo transporte de 26% do volume de grãos exportados pelo Brasil e presente em 80% das regiões exportadoras do País, a Rumo Logística S.A opera, atualmente, 12 terminais de transbordo, seis terminais portuários e administra cerca de 14 mil quilômetros de ferrovias no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás e Tocantins. A base de ativos é formada por mais de mil locomotivas e 28 mil vagões.

Em março de 2019, a operadora arrematou, em leilão, os tramos central e sul da ferrovia Norte-Sul, que englobam um longo trajeto da via com cerca de 1.537 km de extensão. A primeira composição da Rumo recém-chegada em Rio Verde conta com 120 vagões e fará o embarque de grãos no terminal multimodal, inagurado nessa terça-feira, com destino ao Porto de Santos. 

Centro-Oeste Export 2021

Ainda nessa terça-feira, 27, em Rio Verde, o presidente Lissauer Vieira também participou da programação do Centro-Oeste Export – Fórum Regional de Logística e Infraestrutura Portuária. Realizado pelo Brasil Export, o evento, que teve início no domingo, 25, debateu temas como multimodalidade, oportunidades de investimento na região, clusters logísticos e a verticalização do agronegócio. De acordo com o parlamentar, uma excelente oportunidade para discutir os principais desafios do setor de logística.

“A realização do Fórum Regional em Rio Verde possibilitou debates extremamente positivos e pertinentes sobre os principais gargalos do nosso setor produtivo, de logística e infraestrutura do Sudoeste goiano e de toda a região Centro-Oeste, além de contribuir, também, para a construção de um ambiente de negócios cada vez melhor para o nosso estado e, especialmente, para o agronegócio goiano”, avaliou Lissauer.

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA