• redacao@gazetadoestado.com.br

Variedades

TV Brasil homenageia os 85 anos do jornalista João Máximo com especial

Veterano conta histórias da imprensa esportiva no bate-papo com Sergio du Bocage

Publicados

em


No Mundo da Bola Joao Maximo e Segio du Bocage/Divulgacao TV Brasil

 

Para celebrar a vida e o legado de João Máximo, experiente jornalista esportivo que comemora 85 anos nesta sexta (29), a TV Brasil resgata entrevista do veterano para o apresentador Sergio du Bocage no programa No Mundo da Bola.

 

A conversa exclusiva gravada para a série especial “No Álbum da Bola”, quadro da atração esportiva da emissora pública, rendeu tanto que vai ao ar com trechos nesta quarta (27) quinta (28) e sexta (29), às 19h30h, e no domingo (31), às 21h, com depoimentos dos jornalistas Márcio Guedes e Mário Silva.

 

O papo descontraído está repleto de boas histórias sobre os bastidores do futebol. Com mais de cinco décadas de profissão, João Máximo revela bastidores da imprensa esportiva no encontro com o também jornalista Sergio du Bocage.

 

O convidado ainda fala sobre sua produção literária que une a paixão pela música e esportes. O autor recebeu a equipe da emissora pública em sua casa em agosto de 2019 para contar divertidas situações que viveu durante essa longeva carreira em que escreveu várias obras.

READ  Casal é encontrado morto em motel de Anápolis

 

Durante a conversa, João Máximo recorda aspectos inusitados sobre a cobertura de futebol. O cronista destaca fatos marcantes em sua trajetória como o relato sobre a seleção brasileira e as diversas Copas do Mundo que acompanhou.

 

Um dos assuntos em pauta é a “tragédia do Maracanaço”, derrota do time canarinho para o Uruguai na final do mundial de 1950, por 2 a 1, que calou a torcida brasileira. João Máximo rememora aquele momento marcante do elenco que vista a Amarelinha presenciado por ele como torcedor aos 15 anos.

 

O veterano da imprensa tem uma extensa produção literária sobre música e esportes. Na telinha da TV Brasil, o escritor reflete sobre curiosidades dessas publicações que redigiu sobre personalidades como Noel Rosa e Paulinho da Viola.

 

Dentista, pesquisador e crítico musical, João Máximo formou-se em jornalismo em 1960. Com mais de uma dezena de livros lançados, o cronista trabalhou nos principais veículos de comunicação do país e foi agraciado com diversos reconhecimentos, entre eles, destaque para dois Prêmios Esso.

 

Sobre o No Mundo da Bola

 

Tradicional debate esportivo da TV Brasil, o programa No Mundo da Bola está sendo exibido diariamente, de segunda a sexta, às 19h30, com 30 minutos de duração, e aos domingos, às 21h, com uma hora na telinha.

READ  Inter de Odair supera 2009, mas prega cautela citando 'queda' de rival

 

Depois do sucesso da série especial “Os Setentões” em que Sergio du Bocage recebeu dez personalidades do futebol, entre ex-jogadores, técnicos e cronistas, a TV Brasil apresenta esse novo quadro com outros astros que fizeram história dentro e fora dos gramados.

 

O No Álbum da Bola teve gravações do apresentador com ex-jogadores como Claudio Adão, Jorginho, Zico e Roberto Dinamite, além de outras nomes do esporte como o técnico Jair Pereira, o jornalista João Máximo e o árbitro aposentado Arnaldo Cezar Coelho.

 

Essa série de entrevistas está disponível no site da atração esportiva na página da emissora pública em http://tvbrasil.ebc.com.br/ nomundodabola. Esse conteúdo exclusivo também pode ser conferido no YouTube do canal em https://www.youtube.com/ tvbrasil.

 

Serviço

No Mundo da Bola ? segunda a sexta-feira, às 19h30, na TV Brasil

No Mundo da Bola ? domingo, às 21h30, na TV Brasil

No Mundo da Bola ? site da TV Brasil, em http://tvbrasil.ebc.com.br/ nomundodabola

No Mundo da Bola ? YouTube da TV Brasil, em https://www.youtube.com/ tvbrasil

 

Fernando Lima Barros Chaves

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA