Geral

Voluntários ajudam no avanço da vacinação contra a covid-19

Publicado

em


“Nossos equipamentos públicos contam com acessibilidade, rampas, cadeiras; e, quanto mais pessoas estiverem trabalhando neles, mais gente será imunizada” Marcela Passamani, secretária de Justiça e Cidadania

Para bater recordes de vacinação contra a covid-19, o Governo do Distrito Federal (GDF) conta com trabalho de cerca de 2,5 mil profissionais da saúde por dia, além de voluntários. Cerca de 500 pessoas já atuaram na Praça dos Direitos de Ceilândia e do Itapoã e no Centro Educacional Unificado (CEU) das Artes do Recanto das Emas, pontos que foram coordenados pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) em parceria com a Secretaria de Saúde (SES).

Nesses locais, os voluntários já ajudaram a vacinar mais de 45 mil pessoas contra o novo coronavírus. Juliana Julien, 49 anos, participa da ação desde março. “Uma das minhas amigas de curso me convidou e eu topei participar”, conta a farmacêutica e aluna do sexto período de medicina. “Não deu outra, me apaixonei. Os profissionais da Sejus são incríveis e fazem com que a gente queira estar lá sempre”.

Juliana Julien (segunda a partir da esquerda): “Estamos contribuindo para um momento histórico não só para a nossa comunidade, mas para o país e o mundo” | Foto: Divulgação/Sejus

A solidariedade vem de família. Os três filhos de Juliana também já participaram de ações de imunização. “É um aprendizado pessoal e profissional”, conta ela. “É uma realização pessoal servir ao próximo. Estamos contribuindo para um momento histórico não só para a nossa comunidade, mas para o país e o mundo”. Atualmente, há voluntários atuando em outras unidades e, além da imunização contra a covid-19, também auxiliam na aplicação de outras vacinas.

READ  Núcleos de Saúde da Família atuam como espaços multifuncionais

A titular da Sejus, Marcela Passamani, ressalta a importância da participação dos voluntários para acelerar a vacinação na capital. “Somos um governo unido, com secretarias alinhadas em prol da população do Distrito Federal”, diz. “Nossos equipamentos públicos contam com acessibilidade, rampas, cadeiras; e, quanto mais pessoas estiverem trabalhando neles, mais gente será imunizada”, reforça.

Lucas Bomtempo, 19 anos, está no quarto semestre de enfermagem e é voluntário desde abril. Para ele, participar das ações é uma forma de colocar em prática os ensinamentos que aprende na sala de aula. “Devido à pandemia, ali foi um único lugar em que eu consegui ter experiência”, relata. “Aumentei minha rede de contatos e, com essas pessoas, também aprendi muito. Estou estudando para cuidar das pessoas, e participar dessas ações me dá uma sensação de dever cumprido”.

Como ajudar

Os interessados em colaborar na vacinação contra o novo coronavírus devem se cadastrar no portal portal Voluntariado em Ação.  Ao se inscrever, é preciso informar a disponibilidade de horários e dias da semana. Havendo compatibilidade, o voluntário recebe por e-mail a oportunidade para ver se está apto a contribuir.

READ  Covid-19: Deputados podem viajar à Índia e China para acelerar compra de vacinas

A chefe da Assessoria do programa Voluntariado em Ação, Sueli Vieira, comenta que o número de voluntários cresce a cada dia: “Semanalmente, são cerca de 180 pessoas diferentes. Eles atuam oferecendo um trabalho humanizado para a população. Eles doam seu tempo e talento sabendo que estão contribuindo para a transformação da sociedade”.

Após concluir o trabalho, o voluntário participa de um feedback com seus participantes para retorno sobre o atendimento prestado. Os que desejarem, podem participar do projeto mais de uma vez. A Sejus emite um certificado como bonificação para os contribuintes.

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA