• redacao@gazetadoestado.com.br

Política

Votações da 2ª semana do mês

Publicado

em


A Assembleia Legislativa encerrou a segunda semana de votações do mês de junho com três sessões ordinárias realizadas. Nos três encontros, os parlamentares proporcionaram quórum qualificado para votações e 18 deliberações foram realizadas. Essas apreciações incluem projetos oriundos do Governo e, também, proposições assinadas por deputados. As sessões ordinárias da Casa estão sendo realizadas de forma híbrida e, para evitar aglomerações diante da pandemia de covid-19, o acesso às dependências do plenário Getulino Artiaga continua restrito.

Entre os processos apreciados, nove foram aprovados em votação definitiva e seguirão para a sanção do governador Ronaldo Caiado (DEM). Um desses é o projeto de lei de nº 5208/21, que altera a legislação de criação da Saneago. O texto é referente à Lei Estadual nº 6.680, de 13 de setembro de 1967, que o Governo estadual pretende ajustar para adaptá-la à Lei Federal nº 14.026, de 15 de julho de 2020, que instituiu o Novo Marco Legal do Saneamento Básico. De acordo com esclarecimentos do chefe do Poder Executivo, autor da proposta, o objetivo é permitir à Saneago a busca de novas formas de arranjo organizacional para ser mais competitiva no mercado.

Recuperação Fiscal

Em segunda votação e após protagonizar diversos debates, também seguiu para a sanção o projeto de lei nº 4996/21, de autoria do Poder Executivo, que promove alterações no Plano de Recuperação Fiscal do Estado de Goiás. A matéria autoriza a adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal, consoante o Plano de Recuperação a ser apresentado ao Ministério da Economia. O Governo afirma que o projeto é necessário para adequar a legislação à Lei Complementar Federal nº 159, de 19 de maio de 2017, recentemente alterada pela Lei Complementar Federal nº 178, de 13 de janeiro de 2021, e regulamentada pelo Decreto Federal nº 10.681, de 20 de abril de 2021.

A proposição elenca algumas das medidas práticas voltadas à contenção e despesas junto ao funcionalismo público: “Veda a concessão de reajustes a servidores e empregados públicos e militares além da revisão anual assegurada pela Constituição Federal; criação de cargo, emprego ou função que implique aumento de despesa; a alteração de estrutura de carreira que implique aumento de despesa; a admissão ou a contratação de pessoal, ressalvadas as reposições de cargos de chefia e de direção que não acarretem aumento de despesa e as decorrentes de vacância de cargo efetivo ou vitalício; a realização de concurso público, ressalvadas as hipóteses de reposição de vacância; a criação ou a majoração de auxílios, vantagens, bônus, abonos, verbas de representação ou benefícios de qualquer natureza a servidores e empregados públicos e de militares”, menciona o projeto.

A matéria também prevê alterações em vários dispositivos relacionados à celebração com a União de contratos de financiamento, renegociação, contrato de confissão e refinanciamento de dívidas e vinculação de contratos. A proposição autoriza, por exemplo, o Poder Executivo a converter o Programa de Reestruturação e de Ajuste Fiscal em Programas de Acompanhamento e Transparência Fiscal, de que trata o inciso II do artigo 17 da Lei Complementar Federal nº 178/2021.

READ  Lei que dificulta produção de lança-perfume é sancionada pela Governadoria

Matérias aprovadas em definitivo durante a 2ª semana deste mês:

5208/21 – Autoria: Governadoria – Dispõe sobre instrumentos que permitem à Saneago realizar novos arranjos institucionais, com a alteração da Lei estadual nº 6.680 de 13 de setembro de 1967, que autorizou sua criação.

2082/19 – Autoria: Governadoria – Veta Integralmente o Autógrafo de Lei nº 63, de 21 de Março de 2019, que altera a Lei nº 18.812, de 16 de abril de 2015, que transforma em Batalhões da Polícia Militar as Companhias Independentes que menciona.

4996/21 – Autoria: Governadoria – Altera a Lei nº 20.511, de 11 de julho de 2019, que dispõe sobre o Plano de Recuperação Fiscal do estado de Goiás.

5083/21 – Autoria: Parlamentar – Declara de Utilidade Pública o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Rio Verde – Goiás – (Coderv).

6567/19 – Autoria: Parlamentar – Concede título honorífico de cidadania à secretária de estado Cristiane Alkmin Junqueira Schmidt.

4805/21 – Autoria: Parlamentar – Altera a Lei n° 20.115, de 06 de junho de 2018, que, por sua vez, dispõe sobre o processo de escolha de diretor de unidade escolar da rede pública de educação.

5571/19 – Autoria: Parlamentar – Institui a Medalha do Mérito Educacional Paulo Freire em Goiás.

5708/21 – Autoria: Governadoria – Indica o nome de Guy Francisco Brasil Cavalcanti para o cargo de conselheiro do Conselho Regulatório da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR)

5385/21 – Autoria: Governadoria – Altera a Lei nº 20.491, de 25 de junho de 2019, que estabelece a organização administrativa do Poder Executivo, para atender às demandas atuais de reestruturação da organização do Estado.

Novos Processos Legislativos

Durante o decorrer da semana foram protocoladas na Alego novas matérias. Destas, 23 são referentes a projetos de lei ordinária, todas de iniciativa parlamentar. Esses processos foram encaminhados para apreciação das comissões técnicas e podem constar, em breve, da pauta de votações do Plenário. Além desses, a Alego recebeu ainda um decreto de sustação, um decreto de indicação, dois vetos integrais e um veto parcial, totalizando 28 novos processos legislativos em tramitação na Casa.

Votações da semana legislativa que começa dia 15, terça-feira 

Os deputados realizarão a primeira sessão ordinária na terça-feira, 15. Na Ordem do Dia constam 83 matérias que contemplam iniciativas parlamentares e da Governadoria. A sessão, com início às 15 horas, será realizada pelo sistema híbrido, com parte dos parlamentares trabalhando de forma presencial, no plenário Getulino Artiaga, e outra parte participando das sessões diretamente de suas residências ou escritórios, em sistema remoto que vem sendo usado em prevenção à covid-19.

READ  Mais de 80% dos brasileiros acham que pessoas comuns podem combater a corrupção

Poderão ser votados três vetos integrais do Executivo a proposições aprovadas anteriormente pela Casa e 80 projetos de lei. Os vetos que constam na pauta já foram submetidos à Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) e, agora, serão deliberados em Plenário, em votação única e secreta.

Dos projetos de lei em pauta, 26 estão em fase de votação definitiva, sendo um do Executivo e 25 de autoria de deputados. Outras 54 matérias estão em primeira fase de discussão e votação, das quais 51 são assinadas por parlamentares e três pelo governador Ronaldo Caiado.

Dentre os processos que serão submetidos à votação definitiva, destaca-se a proposta do Executivo, protocolada na Casa sob o  nº 5205/21, que tem o intuito de alterar a Lei nº 20.491, de 25 de junho de 2019. O objetivo é modificar a organização administrativa da Secretaria de Estado da Saúde (SES), com a renomeação de suas gerências e com a transferência de supervisão imediata, além de lhes designar outras atividades dentro das competências do órgão.

De acordo com a proposta do Executivo, a modificação atende à necessidade de compatibilização das estratégias atuais em saúde com o feixe de atribuições previsto na lei que regulamenta a organização administrativa do Estado, com ênfase na reestruturação e na melhoria na prestação dos serviços ofertados ao cidadão.

Busca-se, também, o desenvolvimento operacional e logístico da pasta da Saúde para um alinhamento no processo de tomada de decisão entre as gerências que, com a alteração legal, ficam subordinadas a uma mesma superintendência/subsecretaria, conforme explanação do governador Ronaldo Caiado, na matéria encaminhada à Alego.

Para mais informações sobre as matérias que devem ser apreciadas na terça-feira, 15, consulte a pauta prévia.

Sessões ordinárias

As sessões ordinárias constituem o calendário anual de trabalho legislativo e possuem a Ordem do Dia previamente designada, ou seja, têm uma pauta de votação. São realizadas normalmente às terças, quartas e quintas-feiras e compõem-se das seguintes fases: Abertura, onde são feitas apresentações de matérias e demais comunicações parlamentares; Pequeno Expediente; Grande Expediente; e a Ordem do Dia.

Para garantir a transparência, o Legislativo goiano transmite, ao vivo, todas as sessões. A população pode acompanhar os trabalhos pela TV Alego, no canal 3.2 da TV Aberta, ou no canal 8 da NET Claro, pelo Youtube e, também, pelo site oficial da Casa, no seguinte linkportal.al.go.leg.br.

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA