Política

Adriana Accorsi requer reconhecimento de deficiência a pessoas com Síndrome de Tourette

Publicado

em


A deputada Adriana Accorsi (PT) é autora do projeto de lei nº 7359/21, que estabelece que as pessoas detentoras da Síndrome de Tourette sejam reconhecidas como pessoas com deficiência para todos os fins legais, mediante avaliação interdisciplinar que considerará, necessariamente, os aspectos sociais e de saúde mental. A proposta foi encaminhada  à Secretaria de Apoio Legislativo.

A Síndrome de Tourette consiste em distúrbio neuropsiquiátrico caracterizado por múltiplos tiques motores ou vocais, que geralmente se instalam na infância. ‘‘De forma geral, os tiques relacionados à doença são de tipos diferentes e ocorrem em ondas, com frequência e intensidade variáveis, agravando com estresse, podendo estar associados a sintomas obsessivos-compulsivos (TOC), ao distúrbio de atenção com hiperatividade (TDAH) e a transtornos de aprendizagem’’, anota Adriana em justiticativa.

A petista registra, ainda, que em alguns casos, os tiques nervosos se manifestam através de gritos e palavrões ou gestos considerados inadequados, proferidos incontrolavelmente, gerando grave constrangimento, capazes de fazer com que as pessoas detentoras dessa síndrome evitem interações sociais, o que afeta, principalmente, as crianças em fase escolar. 

Comentários do Facebook
READ  Plenário realiza um minuto de silêncio em homenagem a Carlos Maranhão
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA