Distrito Federal

Artesanato de Brasília ganha novo espaço no Pátio Brasil

Publicado

em


Foto: Divulgação/Setur-DF
A loja dobrou de tamanho para abrigar ainda mais talentos do artesanato local | Foto: Divulgação/Setur-DF

A loja Artesanato de Brasília, no shopping Pátio Brasil, está de cara nova. Mais espaçosa, agora com 200m², e situada no segundo pavimento, local de referência para consumidores de produtos para casa, ela dobrou de tamanho para abrigar ainda mais talentos do artesanato e fomentar essa economia criativa tão importante para o desenvolvimento econômico e o fortalecimento de Brasília como destino turístico.

“O artesanato é um dos principais segmentos da produção associada ao turismo. No DF, são mais de 11 mil profissionais cadastrados na secretaria, atuando com objetivos e planejamento definidos. Desde o início da nossa gestão, assegurar um local para venda desses produtos é uma meta prioritária”Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

O novo ponto de venda vem ao encontro das políticas públicas desenvolvidas pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) para aquecer e qualificar o setor, gerando mais emprego e renda ao proporcionar, aos artesãos, locais para a comercialização dos seus produtos.

“O artesanato é um dos principais segmentos da produção associada ao turismo. No DF, são mais de 11 mil profissionais cadastrados na secretaria, atuando com objetivos e planejamento definidos. Desde o início da nossa gestão, assegurar um local para venda desses produtos é uma meta prioritária. E conseguimos, em todas as ações e eventos apoiados pela Setur-DF, a condição e a garantia do espaço do artesão. Ampliamos para as lojas no shopping, pelas regiões administrativas e estamos fortalecendo, cada vez mais, o trabalho de cada um deles”, afirmou a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça.

Lançada em 2019 em sua primeira versão, a loja Artesanato de Brasília é o espaço mais democrático do segmento por dar oportunidade de exposição e comercialização a todos os artesãos cadastrados na Setur-DF, selecionados pela pasta mediante chamamento público. A cada três meses, é renovado um ciclo, que conta com 30 artesãos. Nesse período de 90 dias, eles utilizam o espaço da loja oferecido pelo shopping.

“O Pátio Brasil sempre apoiará a arte e a cultura de Brasília. A parceria com a Setur-DF é um exemplo disso e uma iniciativa que temos muito orgulho. Além de incentivar e divulgar o trabalho de artesãos do DF, ainda é uma forma de fomentar o empreendedorismo e a economia criativa”, argumentou Augusto Brandão, superintendente do Pátio Brasil Shopping.

READ  ALGODÃO/CEPEA: Queda externa limita movimento de alta no Brasil
Foto: Divulgação/Setur-DF
Diversos representantes do setor participaram da cerimônia de inauguração da loja Artesanato de Brasília, que fica no segundo pavimento do shopping | Foto: Divulgação/Setur-DF

Presente na abertura do novo espaço, o secretário executivo da Secretaria de Projetos Especiais do DF, Roberto Andrade, que também esteve na inauguração da primeira loja, em 2019, reforçou a importância de parcerias com a iniciativa privada para o fortalecimento da cidade. “Estamos felizes com ações como esta do artesanato e atuando juntos para o desenvolvimento de Brasília”, disse.

O subsecretário substituto de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas do Ministério da Economia, Fábio Silva, destacou a valorização do segmento. “Uma peça de artesanato tem história, cultura e tradição. E a iniciativa da Setur-DF de promover espaços permanentes de comercialização, como a loja Artesanato de Brasília, gera valorização, oportunidade, competitividade e cultura empreendedora ao artesão, sendo ainda um elemento indutor para geração de trabalho e renda”, completou Silva.

O embaixador da Espanha, Fernando García Casas, expôs a visão dos estrangeiros e a importância da capital ter um espaço referencial para a venda do artesanato. “Brasília está no coração do Brasil e da América Latina e seu artesanato tem uma expressão muito forte. Parabéns à Secretaria de Turismo e a todo o governo pela iniciativa”, afirmou.

O ministro conselheiro da Embaixada do México, Marco Huerta, destacou a possibilidade de um intercâmbio de artesanato entre os dois países. “A capital federal reúne a população de todo o Brasil e as representações diplomáticas. Então, este espaço aqui em Brasília é uma vitrine nacional e internacional. Temos uma grande tradição de artesanato e estamos com desejo de colaborar com iniciativas como esta, com trocas de experiências, enviando produtos para o México como intercâmbio, por exemplo”, completou Huerta.

Também participaram da abertura do espaço, o secretário executivo das Cidades, Valmir Lemos; a secretária executiva da Secretaria de Governo, Meire Mota; o secretário executivo da Secretaria de Projetos Especiais, Bruno Oliveira; o presidente da Federação das Associações de Artesãos do DF e Entorno, Hebert Amorim; e o presidente da Feira da Torre de TV, Jocélio Aleixo.

Foto: Divulgação/Setur-DF
Carlos Fabrício Domingos da Silva, 35 anos, , recebeu a sua Carteira Nacional do Artesão. Ele aprendeu, em ação da Setur-DF, técnicas para produzir objetos como chapéus e flores | Foto: Divulgação/Setur-DF

Arte de transformar vidas e realizar sonhos

A abertura da loja contou com a entrega da Carteira Nacional do Artesão. O documento habilita este trabalhador legalmente em todo o Brasil e oferece a possibilidade de participação em eventos locais e nacionais. Entre 2019 e 2020, a Setur-DF emitiu 1.466 novas carteiras e renovou 725 cadastros.

E quem esteve na abertura da loja viu de perto que a valorização do artesanato pelo GDF vai muito além de números. Ele pode transformar vidas e contar histórias que nos emocionam, como a de Carlos Fabrício Domingos da Silva, 35 anos, que aprendeu técnicas para produzir objetos decorativos, como chapéus, flores e porta-guardanapos, em ação promovida pela Setur-DF, no Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Granja das Oliveiras, no Recanto das Emas.

READ  GDF apresenta oportunidades para Portugal

De olho no futuro, ele comemora o fato de ver o seu potencial artístico reconhecido com a emissão da Carteira Nacional de Artesão. O documento foi entregue a ele pela secretária Vanessa Mendonça, durante a abertura da loja. “Uma nova porta se abriu em minha vida e me mostrou um mundo que eu não conhecia. Eu me senti útil, além de encontrar uma forma de sustento e de levar melhorias para mim e todos da minha comunidade”, contou Silva, que comemorou a oportunidade de ver suas peças na nova loja. “Eu nunca imaginei andar em um shopping e ver o meu trabalho sendo exposto na vitrine. É uma alegria muito grande, que ninguém pode imaginar. Minha família também está muito orgulhosa”, comemorou.

“O que fazemos, por meio da nossa Secretaria de Turismo, é oferecer recursos para incluir os nossos artesãos na cadeia produtiva, oferecendo a eles os mecanismos necessários para a geração de renda. E quando conseguimos ainda realizar sonhos e promover a esperança de uma vida melhor, fazendo a diferença para tantas famílias, é muito gratificante. Temos a certeza de que estamos no caminho certo”, enfatizou a secretária Vanessa Mendonça.

Na ocasião, ela também entregou a carteira de mestre artesão a Randall Felix, que começou o seu trabalho ainda na adolescência, com a produção de peças em jato de areia. Há mais de 40 anos, sua arte se destaca em todo o Brasil, entalhando madeiras de reaproveitamento e transformando o material em luminárias sustentáveis. “Para dar tom em abajures, uso desde bambu, hortências, casquinhas de cebola na cúpula, e madeira de reaproveitamento. Todas as peças são exclusivas, não há duas iguais. Um trabalho artístico que faz toda a diferença e que agora estará exposto no coração de Brasília”, concluiu o mestre artesão.

*Com informações da Secretaria de Turismo

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA