• redacao@gazetadoestado.com.br

Distrito Federal

Aulas são oferecidas pela internet para Educação Física

Publicado

em


“A linguagem utilizada é bastante pedagógica, com bons recursos visuais em textos, infográficos e vídeos, com uma didática muito eficaz”Marcelo Ottoline, diretor da Diretoria de Educação Física e Desporto Escolar

Para ajudar os professores de Educação Física a manterem os estudantes ativos durante a pandemia do coronavírus, o Ministério da Educação (MEC) passou a oferecer uma série de conteúdos com exercícios físicos para serem feitos em casa ou na escola de forma segura.

Segundo Marcelo Ottoline, diretor da Diretoria de Educação Física e Desporto Escolar (DEFIDE), o conteúdo é bastante interessante. “A linguagem utilizada é bastante pedagógica, com bons recursos visuais em textos, infográficos e vídeos, com uma didática muito eficaz”, analisa.

Os cursos apresentam temáticas atuais. De acordo com Ottoline, há sempre algo novo que os professores podem aproveitar para estudar colocar em prática com os estudantes, em uma constante melhora de atuações pedagógicas.

O material foi produzido em parceria com o C e o download é gratuito. Os professores podem compartilhar os arquivos diretamente com seus alunos ou usar como fonte de consulta durante as aulas.

READ  Transitolândia atua na campanha de volta às aulas

Saúde física e mental

“O esporte reforça a imunidade e a saúde mental e emocional das crianças e adolescentes, por isso precisa ser incentivado de forma segura”, conta Renato de Oliveira Brito, Diretor de Formação Docente e Valorização dos Profissionais da Educação do MEC. “Preparamos mais de 70 sugestões para todos os gostos: desde yoga até boliche com materiais alternativos.”

Vitor de Angelo, presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação, destaca o papel dos professores de Educação Física nesse momento. “Eles estão se reinventando para seguirem os protocolos de saúde e manterem os alunos em movimento”, explica ele. “Dessa forma, reduzem o estresse, a ansiedade e o tempo excessivo das crianças em frente às telas do computador ou do celular.”

Além dos conteúdos disponíveis para download, MEC e Impulsiona mantém uma série de webinários com professores de Educação Física. Gabriel Schiller, professor de Porto Alegre (RS), foi um dos convidados. “Esses bate-papos nos ajudam, professores, a descobrirmos o que tem dado certo ou errado no ensino durante a pandemia. Muitas ideias podem ser replicadas com facilidade em qualquer escola pública do país.”

READ  Comprador tem o maior salário entre as vagas nas agências do trabalhador

*Com informações da Secretaria de Educação

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA