Geral

Concha Acústica celebra 200 anos da Independência

Publicado

em


“É uma imensa satisfação fazer esse concerto de abertura das celebrações do bicentenário da Independência do Brasil” Claudio Cohen, regente da OSTNCS

Com o apoio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), a Fundação Nacional de Artes (Funarte) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) promovem, na próxima terça-feira (21), às 20h, na recém-reformada Concha Acústica, uma celebração pelos 200 anos da Independência do Brasil. Um concerto apresentado pela Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (OSTNCS) marcará o evento.

O tenor carioca Saulo Laucas, formado pela UFRJ, está entre os destaques da orquestra, apresentando um repertório alusivo à data. “Para a OSTNCS, é uma imensa satisfação fazer esse concerto de abertura das celebrações do bicentenário da Independência do Brasil”, afirma o regente da orquestra, maestro Claudio Cohen.

Recém-reformada, Concha Acústica será palco de uma homenagem à Independência | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Na parte nacional, o programa apresenta obras do baiano José Joaquim de Souza Negrão, do carioca José Maurício Nunes Garcia, do paulista Antônio Carlos Gomes e do mineiro João de Deus Castro Lobo – todos compositores com trabalhos que, de diferentes formas, têm relação com a data histórica. Entre os compositores internacionais, estão o português Marcos Portugal, o italiano Gioachino Rossini e o belga César Franck.

READ  GPT: apreensão de drogas e prisão de suspeitos é realizada em Uruaçu-GO

Parcerias

O concerto faz parte das ações do programa Bossa Criativa – Arte de Toda Gente, que, além de Brasília, tem como em foco ações de artes integradas no Rio de Janeiro e em Paraty (RJ), Ouro Preto e Belo Horizonte (MG), São Miguel das Missões (RS), Olinda (PE), São Cristóvão (SE), São Luís (MA) – todas cidades consideradas patrimônio mundial e cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Vinculada ao Ministério do Turismo, a Funarte é uma das principais fontes de fomento às artes no Brasil. Atualmente, abrange as áreas de circo, dança, teatro, música, concertos, artes populares e visuais. Programar atividades destacando datas históricas importantes faz parte da agenda da instituição, que visa preservar a memória artística nas cidades brasileiras.

“É simbólico fazer esta comemoração aqui em Brasília, porque será o início da programação dos 200 anos da Independência do Brasil por parte da Funarte, e não poderia haver um lugar mais adequado que a capital do país”, afirma o diretor do Centro de Música da Funarte, Bernardo Guerra.

READ  Ex-superintendente da PF no Amazonas celebra ação contra Ricardo Salles

Coordenador da parceria Arte de Toda Gente entre a Funarte e a UFRJ, o diretor artístico da Escola de Música da UFRJ, Marcelo Jardim, explica que o propósito é integrar o tripé da universidade – pesquisa, ensino e extensão –  com projetos de acessibilidade, manutenção e formação de artistas em diversas localidades.

“Esta celebração dos 200 anos da Independência do Brasil é uma ação muito importante porque trata do surgimento do que nós chamamos de arte, cultura, e do nosso perfil como povo”, avalia. “É também fundamental celebrar as parcerias entre a UFRJ e as demais instituições envolvidas.”

Para assistir ao concerto, basta retirar o ingresso, gratuitamente, pela plataforma https://www.oquevemporai.com/. O evento terá transmissão ao vivo pelo canal do Arte de Toda Gente no YouTube.

*Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA