Política

Deve ser votada em agosto proposta que ampara advogados no exercício da profissão

Publicado

em


O projeto de lei nº 5412/21, de autoria do deputado Amilton Filho (Solidariedade), visa alterar a Lei nº 20.756, de 28 de janeiro de 2020, que trata sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis do estado de Goiás.

A matéria iniciou a tramitação na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) em maio deste ano, e está na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) para análise na retomada das atividades.

Segundo texto da matéria, o objetivo da proposta é, além de conferir grande efeito moral aos advogados goianos, ampará-los no exercício da profissão, inserindo no Estatuto dos Servidores Públicos do estado de Goiás, como ilícito funcional, qualquer violação cometida pelos servidores às prerrogativas dos advogados.

“Assim, a providência de uma sanção específica para o descumprimento dos direitos garantidos pelo Estatuto da Advocacia e da Ordem dos Advogados do Brasil vem reafirmar a obrigatoriedade de observância das prerrogativas desses profissionais, além de evitar qualquer interpretação extensiva no enquadramento da conduta aqui discutida dentro das penalidades previstas no Estatuto do Servidor Público”, coloca o parlamentar em sua justificativa.

READ  Bruno Peixoto pede vista de proposta que altera critérios para promoção de oficiais da Polícia Militar

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA