Distrito Federal

Menos 135 toneladas de entulho em um único dia

Publicado

em


O GDF Presente começou os trabalhos em Sobradinho II e, em apenas um dia, retirou 135 toneladas de entulho do Setor Buritizinho. Os restos de material de construção, que podem acumular água da chuva e servir de criadouro do mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela –, estavam em duas áreas públicas usadas pelos moradores como local de transbordo irregular de entulho.

GDF Presente também fez patrolamento e ajustes de vias, uma demanda antiga dos moradores | Fotos: Divulgação/GDF Presente

“Em Sobradinho II existem diversos locais usados como lixão, como o Polo de Cinema, uma enorme área pública entre a DF-215 e a DF-326, constantemente limpa pelo programa”, afirma o coordenador do Polo Área Norte (responsável pela manutenção da cidade, Ronaldo Alves. “Mas esses eram mais no meio da cidade, o que traz mais prejuízo para a população. Eles servem de esconderijo de baratas, ratazanas, sem falar do mosquito da dengue.”

Segundo ele, equipes da administração, do GDF Presente e do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) atuam assiduamente na limpeza dos lixões, mas a população insiste em jogar dejetos neles.

“Consertar estradas rurais é uma forma de dar qualidade de vida para o morador”Abílio Castro Filho, administrador de Sobradinho

O Polo Área Norte também fez o patrolamento e ajustes de vias sem pavimentação no Km 02 da Rodovia DF 150, uma demanda antiga dos moradores, levada à Administração Regional de Sobradinho II, que solicitou apoio do GDF Presente. Estão sendo utilizados na atividade uma patrol, uma retroescavadeira, um caminhão-pipa e cinco caminhões do Polo Área Norte.

READ  Seis novos estacionamentos para Brazlândia

Até a última quarta-feira (16), o Polo Área Norte esteve em Sobradinho e atuou em uma série de ações de manutenção da cidade, além de ter efetuado grande retirada de entulhos, galhadas e lixo – 230 toneladas em uma semana. Uma das ações mais significativas foi o ajuste de seis quilômetros da VC 249, acesso pela loja Resende, da BR-020 até a Escola Classe Santa Helena.

Maquinário pesado é usado na limpeza, uma ação fundamental para evitar a proliferação de ratos e insetos transmissores de doenças

“Havia muitos trechos estragados pelas chuvas”, conta Ronaldo. Uma força-tarefa formada por todas as máquinas do Polo e mais quatro caminhões da administração de Sobradinho deixou a estrada em bom estado, facilitando o trânsito na vicinal. De acordo com o coordenador, o principal objetivo é preparar as estradas rurais para a possível volta às aulas, em agosto. “Fizemos limpeza, construímos bacias de contenção e saídas de águas pluviais e colocamos 450 toneladas de expurgo de brita na estrada, cedidos por uma empresa. Chegamos à porta da escola e concluímos o trabalho”, relatou.

O administrador de Sobradinho, Abílio Castro Filho, afirma que, além do movimento de ônibus escolares, a estrada é muito utilizada para o escoamento da produção rural dos agricultores da região, que vendem os itens cultivados nas Centrais de Abastecimento do DF (Ceasa). “É uma rodovia de suma importância para nós, por ali passam inúmeros caminhões. Além disso, é uma estrada turística, porque faz parte da Rota do Cavalo, e é usada como acesso ao Paranoá”, diz. “Consertar estradas rurais é uma forma de dar qualidade de vida para o morador”.

READ  Poda de árvore tem momento certo, avaliação de corte e técnica
Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA