Política

Patrulha pet para atuar no combate a maus-tratos contra animais domésticos pode se tornar uma política pública de Estado

Publicado

em


Em dezembro do ano passado começou a tramitar no Legislativo goiano a proposição de nº 9353/21, de autoria do deputado Cláudio Meirelles (PTC), que tem o objetivo de criar uma “Patrulha pet” no âmbito do estado de Goiás. A iniciativa visa o policiamento ostensivo e preventivo para impedir e repreender a prática de maus-tratos contra animais domésticos.

Na justificativa do projeto, o propositor frisa que o objetivo é chamar a atenção do Executivo goiano para que a “Patrulha pet” se torne uma política pública de Estado. “É essencial para o avanço da proteção animal que exista um órgão especializado no policiamento ostensivo. Assim, considerando o avanço contínuo das medidas de defesa animal como meta a ser perseguida pela sociedade e pelo poder público, a criação da ‘Patrulha pet’ representa um importante passo neste sentido”, afirma Meirelles.

O parlamentar também expõe os motivos que o levaram a defender a iniciativa. “A impunidade tornou-se uma regra revoltante em relação a todos os crimes ambientais, especialmente os crimes contra animais de estimação”. Segundo ele, uma das razões para tanta impunidade é a dificuldade de processamento de denúncias e realização de investigações específicas para elucidar casos de agressão.

READ  PF cumpre mandados de prisão contra hackers suspeitos de atacar STF

Cláudio Meirelles também ressalta que a “Patrulha pet” poderá ter um papel fundamental em casos de flagrantes, o que, na perspectiva dele, resultará em celeridade, no que tange à apuração de casos de violência contra animais. “Fazendo cessar, com maior brevidade, o sofrimento daqueles que necessitam de tutela”, frisa o deputado.

A matéria foi encaminhada à Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), onde será distribuída para relatoria. Se o relator ou relatora manifestar parecer favorável, o colegiado precisará dar sinal verde para que a proposição esteja apta a ser apreciada pelo Plenário da Alego. Recebendo aval em duas fases de votação, o projeto de Cláudio Meirelles estará apto a seguir para avaliação e sanção do governador Ronaldo Caiado (DEM).

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA