• redacao@gazetadoestado.com.br

Goiás

UEG segue com aulas remotas no 1º semestre

Publicado

em


Em portaria publicada nesta última terça-feira, 23, o reitor interino da Universidade Estadual de Goiás, Valter Gomes Campos, a fim de prevenir a contaminação pelo novo coronavírus, decidiu prorrogar o Plano Emergencial de Ensino e Aprendizagem (PEEA) até o fim do primeiro semestre letivo de 2021, com as aulas dos cursos de graduação da Instituição sendo ofertadas remotamente.

A portaria estabelece que os docentes deverão desenvolver as atividades não presenciais obedecendo o calendário acadêmico aprovado pelo Conselho Universitário e ainda que as atividades de estágios presenciais, visitas técnicas e práticas em Clínicas Escolas e em Laboratórios de Práticas, de qualquer curso, inclusive os Laboratórios de Informática, somente poderão ser realizadas após autorização do Gabinete do Reitor, mediante manifestação favorável da Pró-reitoria de Graduação, desde que sejam rigorosamente observados os protocolos de biossegurança.

A decisão foi tomada com base na Resolução CEE/CP nº 18, de 6 de novembro de 2020, do Conselho Estadual de Educação, que autoriza as instituições do Sistema Educativo do Estado de Goiás a adotarem o regime especial de aulas não presenciais para o ano letivo de 2021. Também foi levado em conta o cenário incerto que o País vive por causa da pandemia e a imprevisibilidade de retorno às atividades presenciais.

READ  Orientações de segurança para aulas virtuais

A portaria ainda esclarece que os efeitos poderão ser, a qualquer tempo, prorrogados ou alterados, a depender da avaliação das autoridades sanitárias do Estado de Goiás em relação à evolução da Covid-19.

A nova vigência da Instrução Normativa nº 80/2020 pode ser conferida na íntegra na Portaria n. 245/2021 – UEG

Fonte: Universidade Estadual de Goiás- UEG

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA